Esta turma costuma refletir bastante!

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Estou em férias!



Amigos queridos!
Estamos saindo em férias. Vamos para a serra gaúcha: Gramado e Canela. Retorno à blogosfera no dia 1º de março. Deixe aqui os seus recadinhos e comentários que eu responderei ao retornar. E visitarei os seus blogs.
Vou sentir saudades, pois adoro estar aqui com vocês!
Bjkas!

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Amor de Carnaval

Essa onda de felicidade

Invadiu meu coração

Nunca mais dessa cidade eu saio

Eu não saio não

Foi tudo inesperado

Pensei só na diversão

Eu que já sou vacinado

Dancei pro meu coração

Eu vou me perder

Ninguém vai me achar

Eu vou esquecer quem sou

Eu vou derreter, vou entornar

Neste samba rock'n roll

Nasci pra te amar e não pra chorar

De tanta saudade amor

Não quero partir, não posso ficar

Então me diga onde eu vou

Me amarre aqui por favor

Me prenda pra eu não voltar

Amor, amor meu, meu amor

Me tranque pra eu não escapar

Nasci pra te amar e não pra chorar

De tanta saudade amor

Não quero partir, não posso ficar

Então me diga onde eu vou

Me amarre aqui por favor

Me prenda pra eu não voltar

Amor, amor meu, meu amor

Me tranque pra eu não escapar

Nasci pra te amar e não pra chorar

De tanta saudade amor

Não quero partir, não posso ficar

Então me diga onde eu vou

Eu vou me perder

Ninguém vai me achar

Eu vou esquecer quem sou

Eu vou derreter, vou entornar

Neste samba rock'n roll

Nasci pra te amar e não pra chorar

De tanta saudade amor

Não quero partir, não posso ficar

Então me diga onde eu vou

Me amarre aqui por favor

Me prenda pra eu não voltar

Amor, amor meu, meu amor

Me tranque pra eu não escapar

Nasci pra te amar e não pra chorar

De tanta saudade amor

Não quero partir, não posso ficar

Então me diga onde eu vou

*****************************

Amor de Carnaval...

E você? Já teve um amor de carnaval? Conta pra mim!!! Dizem que amor de carnaval não vinga, não dá certo, que é só diversão durante os quatro dias e depois acaba... Você concorda?

Eu nunca tive um amor de carnaval, pois quando eu pulava, eu era muito novinha. E, mais tarde, já estava comprometida. Não vivi isso.

Hoje em dia, quase tudo tão descartável, custo a acreditar num romance de carnaval que dure. Antigamente, até acredito que poderia dar certo e durar. Mas atualmente...

Se você viveu essa experiência, conte-me!!! Vou adorar! Só não vou poder guardar segredo! rsrsrs

Bjkas e ótimo feriadão!

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Quando o Carnaval chegar

Posted by Picasa
Quem me vê sempre parado, distante, garante que eu não sei sambar
*Tô me guardando pra quando o Carnaval chegar
Eu tô só vendo, sabendo, sentindo, escutando, não posso falar
*Tô me guardando pra quando o Carnaval chegar
Eu vejo as pernas de louça da moça que passa e não posso pegar
*Tô me guardando pra quando o Carnaval chegar
Há quanto tempo desejo seu beijo molhado de maracujá
*Tô me guardando pra quando o Carnaval chegar
E quem me ofende, humilhando pisando, pensando que eu vou aturar
*Tô me guardando pra quando o Carnaval chegar
E quem me vê apanhando da vida duvida que eu vá revidar
*Tô me guardando pra quando o Carnaval chegar
Eu vejo a barra do dia surgindo pedindo pra gente cantar
*Tô me guardando pra quando o Carnaval chegar
Eu tenho tanta alegri adiada, abafada, quem dera gritar
*Tô me guardando pra quando o Carnaval chegar
*
CHICO BUARQUE
*
E você também está se guardando pra quando o Carnaval chegar?

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Sobre amor, perdas, partidas e saudade...

Meu coração dói... Quase sangra!

Foste embora depois de tanto sofrimento...

Ficarás na nossa lembrança e no nosso coração!

Teus risos, sorrisos, brincadeiras, olhares marotos de um menino grande!

Ter convivido contigo tornou a nossa vida melhor!

Vais fazer muita falta...

Vai doer por muito tempo...

Mas nunca te esqueceremos!

Sabemos que a morte faz parte da vida,

mas ninguém está preparado quando ela chega!

Teu telefone continuará na nossa agenda...

E tua foto na nossa parede...

Estás vivo dentro de nós!

Amigo, irmão!

Mas dói muito...

Choro a tua ausência física!

Foste cedo demais...

O que se faz numa hora dessas para aceitar e compreender

que não te veremos mais?

Dói demais!

O céu tem uma nova estrela!!!

***

Dedico ao amigo-irmão Joelson que nos deixou em 07.02.10!

sábado, 6 de fevereiro de 2010

As boazinhas que me perdoem

Posted by Picasa
Qual é o elogio que toda mulher adora receber? Bom, se você está com tempo, pode-se listar aqui uns 700: mulher adora que verbalizem seus atributos, sejam eles físicos ou morais. Diga que ela é uma mulher inteligente e ela irá com a sua cara. Diga que ela tem um ótimo caráter, além de um corpo que é uma provocação, e ela decorará o seu número. Fale do seu olhar, da sua pele, do seu sorriso, da sua presença de espírito, da sua aura de mistério, de como ela tem classe: ela achará você muito observador e lhe dará uma cópia da chave da casa. Mas não pense que o jogo está ganho: manter-se no cargo vai depender da sua perspicácia para encontrar novas qualidades nessa mulher poderosa, absoluta. Diga que ela cozinha melhor que a sua mãe, que ela tem uma voz que faz você pensar obscenidades, que ela é um avião no mundo dos negócios. Fale sobre sua competência, seu senso de oportunidade, seu bom gosto musical. Agora, quer ver o mundo cair? Diga que ela é muito boazinha.
Descreva aí uma mulher boazinha. Voz fina, roupas pastéis, calçados rentes ao chão. Aceita encomendas de doces, contribui para a igreja, cuida dos sobrinhos nos finais de semana. Disponível, serena, previsível, nunca foi vista negando um favor. Nunca teve um chilique. Nunca colocou os pés num show de rock. É queridinha. Pequenininha. Educadinha. Enfim, uma mulher boazinha.
Fomos boazinhas por séculos. Engolíamos tudo e fingíamos não ver nada, ceguinhas. Vivíamos no nosso mundinho, rodeadas de panelinhas e nenezinhos. A vida feminina era esse frege: bordados, paredes brancas, crucifixo em cima da cama, tudo certinho. Passamos um tempão assim, comportadinhas, enquanto íamos alimentando um desejo incontrolável de virar a mesa. Quietinhas, mas inquietas.
Até que chegou o dia em que deixamos de ser as coitadinhas. Ninguém mais fala em namoradinhas do Brasil: somos atrizes, estrelas, profissionais. Adolescentes não são mais brotinhos: são garotas da geração teen. Ser chamada de patricinha é ofensa mortal. Pitchulinha é coisa de retardada. Quem gosta de diminutivos, definha.
Ser boazinha não tem nada a ver com ser generosa. Ser boa é bom, ser boazinha é péssimo. As boazinhas não têm defeitos. Não têm atitude. Conformam-se com a coadjuvância. Ph neutro. Ser chamada de boazinha, mesmo com a melhor das intenções, é o pior dos desaforos.
Mulheres bacanas, complicadas, batalhadoras, persistentes, ciumentas, apressadas, é isso que somos hoje. Merecemos adjetivos velozes, produtivos, enigmáticos. As inhas não moram mais aqui. Foram para o espaço, sozinhas.
***
Martha Medeiros (minha ídola)

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Se eu quiser falar com Deus...

Se você quiser falar com Deus...

...você ora?

...você chora?

...você espera?

...você se desespera?

...você o chama?

...ou você só reclama?

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Meu lamento por um irmão

Posted by Picasa
Há amigos que são mais que amigos: são como irmãos! Por isso, eu estou com o meu coração apertadinho há vários dias. Um amigo muito querido, meu irmão de coração, está no hospital há duas semanas. Teve pedra na vesícula. Os médicos fizeram um procedimento do qual eu não sei o nome, que causou pancreatite. Esse procedimento foi feito mesmo os médicos dizendo que não havia mais pedras na vesícula. Não entendo por que foi feito mesmo assim... E, desde então, o quadro clínico está piorando. Está com infecção, já fez algumas cirurgias para limpeza, a febre está sempre em torno dos 39°, está sedado, entubado, todo inchado, pois os rins já estão bem prejudicados. E hoje, iniciou hemodiálise!
Sei que temos que ter fé e esperança enquanto há vida. Mas ando muito triste, aborrecida e choro todos os dias. Rezo todas as noites do meu jeito: conversando com o Pai do Céu. Pode parecer pretensão minha, mas não costumo falar com intermediários. Vou direto a Ele.
O meu amigo-irmão é uma pessoa boa de coração, correto, pai amoroso e um amigo maravilhoso. Não quero perder a convivência com ele que tem apenas 52 anos completados ontem.
Custo a acreditar que tudo isso está acontecendo com alguém que até poucos dias era saudável, feliz com a recente aposentadoria e com a sua família.
Há trinta anos, ele perdeu o irmão mais velho num acidente de moto. A família toda chora esse acontecimento até hoje. Mas o que eu não entendo é que a irmã mais velha, não conversa com esse há tempos: cortaram relações. Por que as pessoas choram os mortos e desprezam os que estão vivos??? Eu não consigo entender e nem aceitar isso.
Peço a Deus que o abençoe e o proteja! Que lhe dê mais tempo de vida junto a sua família e amigos. É muito cedo para nos deixar. O caso é gravíssimo, mas não há nada que seja impossível para Deus. Por isso, eu imploro: não leve o meu amigo, Pai do Céu! Nós o amamos!!!
Eu acredito em milagres. Eles acontecem todos os dias. Que ele supere tudo isso e se restabeleça e que possamos todos juntos comemorar a vida.
Peço a você que está lendo o meu texto que reze por ele também. Eu agradeço imensamente.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

A corrida de sapinhos


Era uma vez um tempo em que os bichos falavam...
Nesse tempo também havia alegria, diversão e competição e, em certa ocasião, decidiram realizar uma corrida de sapinhos. Eles tinham que subir uma grande torre, e atrás havia uma multidão, muitos outros bichos para vibrar com eles.
Começou a competição e a multidão dizia:
"Não vão conseguir. Não vão conseguir."
Os sapinhos iam desistindo um por um. Menos um que continuava subindo.
Aí, aclamava a multidão:
"Não vão conseguir."
E os sapinhos iam desistindo um por um, menos um que subia tranquilo.
Ao final da competição, todos desistiram, menos aquele.
Todos ficaram curiosos para saber o que tinha acontecido. Quando foram perguntar ao sapinho como ele conseguiu chegar até lá, descobriram que ele era SURDO!
Moral da história:
Não permita que pessoas com o péssimo hábito de serem negativas derrubem as melhores e mais sábias esperanças de seus corações.
*
Autor desconhecido
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores de reflexões:

Adolescência (1) Alberto Mantovani Abeche (1) Alexandre Garcia (1) Américo Canhoto (1) Amizade (4) Amor (1) Andrew Matthews (3) Aneli Belluzzo Simões (1) Ano Novo (2) Antônio Mesquita Galvão (1) Aparência (1) Arnaldo Jabor (6) Arthur da Távola (2) Artigos da revista Cláudia (1) Ary Fontoura (1) Autoria desconhecida (28) Bem-estar (4) Brasil (1) Brena Braz (1) Brian Dyson (1) Carla Rojas Braga (1) Carlos Drummond de Andrade (5) Carlos Reinaldo Mendes Ribeiro (1) Carnaval (1) Cecília Meireles (1) Cedidos por amigos (1) Charges (1) Charles Chaplin (5) Chico Buarque (2) Cinema (1) Civilidade (1) Clarice Lispector (5) Corrupção (1) Crônicas (2) Crueldade Humana(?) (1) Dalai Lama (1) Dalmir Sant'Anna (1) Daniel Bruno de Castro Reis (1) Danuza Leão (3) Datas especiais (14) David Coimbra (2) Dia da Criança (1) Dia das Mães (1) Dia do Amigo (1) Dia do Professor (1) Dia dos Pais (2) Dia Internacional da Mulher (1) Diovana Rodrigues (1) Dráuzio Varella (1) E-book do Prof. Marins (1) E-mails (1) Educação (1) Eleições (1) Evandro Amoretti (1) Fabiana Kaodoinski (1) Fabrício Carpinejar (7) Fátima Irene Pinto (1) Fernanda Mello (1) Fernando Pessoa (2) Flávio Gikovate (2) Flávio Tavares (1) Gabi Borin (1) Gilberto Stürmer (1) Halloween (1) Herbert Vianna (1) Herman Melville (1) Impunidade (1) Internet (1) Ivete Sangalo (1) Jornal Zero Hora (1) José Geraldo Martinez (1) José Ronaldo Piza (1) Kahlil Gibran (1) Kledir Ramil (1) L. F. Veríssimo (7) Laerte Russini (1) Léo Lolovitch (2) Letícia Thompson (24) Letra de música (5) Lilian Poesias (1) Lya Luft (4) Magistério (1) Maktub (4) Marcial Salaverry (1) Maria Helena Matarazzo (2) Mário Quintana (2) Martha Medeiros (32) Masaharu Taniguchi (1) Mau-humor (1) Menalton Braff (1) Mensagens (7) Meu aniversário (1) Meus blogs (4) Minha autoria (67) Miriam de Sales Oliveira (1) Motivação (2) Mulher (8) Natal (2) Oliveira Fidelis Filho (1) Oscar Wilde (1) Osho (3) Oswaldo Montenegro (1) Otimismo (1) Páscoa (3) Paulo Coelho (2) Paulo Roberto Gaefke (5) Paulo Sant'Ana (1) Pe. Fábio de Melo (1) Poemas (1) Política (1) Programa Fantástico (1) Promoções (1) Protesto (1) Recebidos por e-mail (10) Redação Momento Espírita (4) Reflexões (21) Reinaldo C. Moscatto (1) RH Andrade Gutierrez (1) Richard Bach (1) Rivalcir Liberato (5) Roberto Shinyashiki (4) Rosana Braga (2) Rosane de Oliveira (1) Rose Mori (1) Saúde (4) Selos (4) Sexo (3) Silvana Duboc (1) Tais Vinha (1) Textos Criativos (1) Textos Psicografados (1) Titãs (1) Tragédias (1) Vida real (5) Vídeo + texto de minha autoria (11) Vídeos (1) Vídeos feitos por mim (1) Vinícius de Moraes (1) Violência (1) Vitor Hugo (1) William Shakespeare (1) YouTube Vídeos (4)

Clique na imagem e...

Conheça meu blog divulgador!