Esta turma costuma refletir bastante!

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Como você se vê?


Um certo dia, me dei conta de que o tempo havia passado muito rápido. Mas eu quase não senti. E apesar de lembrar de coisas e de momentos do passado, não me sinto tão mais velha. Será esse o segredo para suportarmos a distância da juventude?
É claro que, principalmente no físico, muita coisa mudou. Antes, eu dançava a noite inteirinha e pela manhã, já com o sol raiando, queria mais. Hoje, quase morro para subir as escadarias do meu prédio, pois moro no 3º andar. Se estiver carregando sacolas pesadas então, o sentido é literal.
Minha atuação na rotina doméstica teve uma desaceleração impressionante. Antes fazia tudo num só dia. E só parava pois havia terminado. Hoje faço pequenas partes a cada dia e levo muitos dias para terminar. Quando termino...
Mesmo assim, não me sinto com 52 anos incompletos. Mas quando reencontro, por exemplo, ex-alunos agora adultos, com filhos grandes e com muitas rugas no rosto, me apavoro. Fico pensando: "Como será que ele(a) está me vendo?" "Se ele(a) está assim... eu então..." rs
Minha mãe que está com 77 anos me disse que não sente que está com quase 80 anos. Parece mentira que tanto tempo já passou. E assim por diante. Tem me parecido que as pessoas, em geral, não sentem realmente a idade que tem. Ainda mais hoje em dia que estamos vivendo mais e melhor.
Às vezes, minha mãe fica recordando sobre as "invenções" que não haviam na infância e mocidade dela. E que se a minha avó materna ressuscitasse e visse tudo o que mudou nos ultimos 50 anos, cairia durinha de susto. Muitas coisas surgiram nesses últimos anos e está cada vez mais rápido, mais comum, com maior acessibilidade etc.
As últimas gerações que nasceram em casas já com computadores, celulares incríveis, games inacreditáveis, tevês de plasma, micro-ondas, câmeras fotográficas digitais entre muitas outras coisas, não imaginam como as pessoas viviam felizes sem tudo isso há pouco tempo atrás. Como conseguiam?
Silicone, botox, tinturas, lipoaspiração, lipoescultura... é só ter grana para pagar e desfrutar. Mas será que as pessoas são mais felizes atualmente por isso? Ou o ser humano continua com as mesmas mazelas?
Apesar da minha idade, eu ainda estranho quando alguém me trata por "senhora". E eu sei que sou uma senhora... de 52 aninhos. Mas quando eu era criança ou adolescente, uma mulher de 50 anos era um "caco" de tão velhinha. Eu ainda cozinho na primeira fervura apesar do desgaste. rs
Não me sinto próxima da terceira idade, mas estou. Faltam poucos anos. E sei que só envelhece quem não morre antes. Portanto, para que ficar preocupada??? Quero envelhecer e viver bastante. De preferência sem depender dos outros. Mas isso só Deus sabe...
Tomara que possamos continuar envelhecendo sem sentir a real idade. Talvez seja por isso que suportamos e não surtamos na frente do espelho.
E você, como se vê?

19 comentários:

Isa disse...

Sônia,querida,tenho dias em k me sinto linda,outros em k ñ!
Mas jovem? Sempre!!!!!!!!!!!!
Beijoo.
isa.

Chica disse...

Dependendo do dia, o espelho cia,rsrsrs beijos,chica e lindo teu texto!Bem pertinente!

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Sônia
Sem ser prepotente, tenho uma visão positiva a meu respeito, sei de minha qualidades e defeitos. Gosto de mim.
Beijos

ONG ALERTA disse...

Saber envelhecer é não deixar o passado atrapalhar o futuro, paz.
Beijo Lisette

Rosa Carioca disse...

Cada ano que completo, é mais um troféu a guardar na minha história de vida. Muitas vezes o espelho aponta-me o dedo mas eu viro-lhe as costas. eheheheh

ValeriaC disse...

Sonia florzinha(voce está ótima amiga)...o tempo passa e não temos como deter...do mesmo modo que voce, não sinto a idade que tenho...em geral creio que não percebemos, até porque hoje em dia, temos meios de estarmos com uma aparência mais cuidada, no vestir, nos cabelos, que antigamente não tinha e ajuda muito...rsrsr...
Mas não tenho conflitos ao me olhar no espelho...tudo é transitório querida...mas, nos façamos felizes enquanto a vida passa, esse é um poderoso elixir...doce final de semana...beijinhos...
Valéria

Luna Sanchez disse...

Tu é jovem de tudo, querida, de alma inclusive, é natural que te sinta assim. =)

Beijo, beijo.

ℓυηα

Eneida disse...

Sabe qual é meu maior problema com isso?
A dependência.
Tenho horror em depender dos outros.
Talvez uma coisa a trabalhar.
Beijo!

wcastanheira disse...

Como cada um se vê, uma bela matéria, mais uma postagem inteligente q leva-nos a meditar, a refletir sobre vida, sobre dia a dia, gostei muiiiiito pra vc bjos, bjos e bjosssssssssss

Flor de Lótus disse...

Como eu me vejo, nossa complicado responder essa pergunta.Me vejo as vezes com uma menina mimada querendo brincar e que todos fiquem a sua volta brincando também, tem outras horas que me sinto uma mulher e com tudo o que isso implica as responsabilidades, ainda em busca de independência financeira.O meu maior medo sinceramente é fica velha e perder a lucidez, depender da boa vontade dos outros para tudo, não falar nada com nada, ficar chata e cheia de manias,mas com a opção a velhice é a morte fico com a velhice,kkkkk.
Beijosss

Marcia disse...

Vejo-me como uma pessoa que ainda tem tantas coisas a realizar, tantos sonhos, que gostaria que o tempo nao passasse tao rápido.
Gosto como sou, sem conflitos com a minha imagem.
Beijos e feliz semana.

Hanukká disse...

Vim desejar uma semana de paz. Obrigada por sua visita, em outra casa, lá estarei a espera-la com o que tenho de melhor pra dar-te,repasso o amor de Deus em palavras que abraçam, bjos no coração.

Marion Lemos disse...

Parabéns, seu blog é muito lindo!
Estou encantada!!!
Te sigo com carinho!

Um abraço.

legalmente loira... disse...

querida sônia,
gosto do que vejo....
adorei o texto..
bjos.

Juliana Sphynx disse...

Hoje voltei do museu e lá havia uma televisão igual a que eu tinha em casa... Saí como se o tempo tivesse passado voando por mi9m e não percebi. Me senti velha quando reparei tal objeto colocado lá como antigo.
Sei muito bem o que o texto quer dizer... rs


Bom início de semana!
=D

Flor de Lótus disse...

Oi,Sônia!Passando para desejar-lhe um ótimo ferido e uma linda semana.
ainda estou aprendendo a me ver com outros olhos...
Beijosss

KG disse...

Acho que a questão não é como nos vemos, sim como nos sentimos com o passar do tempo: amadurecidos, exaustos, com o sentimento do dever cumprido, com a paz interior de haver semeado boas ações etc.
Uma longa jornada... Não?

Brasigrega disse...

Pois é amiga...não sentimos o tempo passar porque a alma não tem idade, só experiências. E nós não "sentimos" com o corpo, mas com a alma. Eu brinco que sou praticamente uma adolescente, pois, agora é que estou terminando minha faculdade!!!kkkkkkkk

Ótimo artigo!
beijão

ONG ALERTA disse...

Não consigo mais me olhar em um espelho, beijo Lisette.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores de reflexões:

Adolescência (1) Alberto Mantovani Abeche (1) Alexandre Garcia (1) Américo Canhoto (1) Amizade (4) Amor (1) Andrew Matthews (3) Aneli Belluzzo Simões (1) Ano Novo (2) Antônio Mesquita Galvão (1) Aparência (1) Arnaldo Jabor (6) Arthur da Távola (2) Artigos da revista Cláudia (1) Ary Fontoura (1) Autoria desconhecida (28) Bem-estar (4) Brasil (1) Brena Braz (1) Brian Dyson (1) Carla Rojas Braga (1) Carlos Drummond de Andrade (5) Carlos Reinaldo Mendes Ribeiro (1) Carnaval (1) Cecília Meireles (1) Cedidos por amigos (1) Charges (1) Charles Chaplin (5) Chico Buarque (2) Cinema (1) Civilidade (1) Clarice Lispector (5) Corrupção (1) Crônicas (2) Crueldade Humana(?) (1) Dalai Lama (1) Dalmir Sant'Anna (1) Daniel Bruno de Castro Reis (1) Danuza Leão (3) Datas especiais (14) David Coimbra (2) Dia da Criança (1) Dia das Mães (1) Dia do Amigo (1) Dia do Professor (1) Dia dos Pais (2) Dia Internacional da Mulher (1) Diovana Rodrigues (1) Dráuzio Varella (1) E-book do Prof. Marins (1) E-mails (1) Educação (1) Eleições (1) Evandro Amoretti (1) Fabiana Kaodoinski (1) Fabrício Carpinejar (7) Fátima Irene Pinto (1) Fernanda Mello (1) Fernando Pessoa (2) Flávio Gikovate (2) Flávio Tavares (1) Gabi Borin (1) Gilberto Stürmer (1) Halloween (1) Herbert Vianna (1) Herman Melville (1) Impunidade (1) Internet (1) Ivete Sangalo (1) Jornal Zero Hora (1) José Geraldo Martinez (1) José Ronaldo Piza (1) Kahlil Gibran (1) Kledir Ramil (1) L. F. Veríssimo (7) Laerte Russini (1) Léo Lolovitch (2) Letícia Thompson (24) Letra de música (5) Lilian Poesias (1) Lya Luft (4) Magistério (1) Maktub (4) Marcial Salaverry (1) Maria Helena Matarazzo (2) Mário Quintana (2) Martha Medeiros (32) Masaharu Taniguchi (1) Mau-humor (1) Menalton Braff (1) Mensagens (7) Meu aniversário (1) Meus blogs (4) Minha autoria (67) Miriam de Sales Oliveira (1) Motivação (2) Mulher (8) Natal (2) Oliveira Fidelis Filho (1) Oscar Wilde (1) Osho (3) Oswaldo Montenegro (1) Otimismo (1) Páscoa (3) Paulo Coelho (2) Paulo Roberto Gaefke (5) Paulo Sant'Ana (1) Pe. Fábio de Melo (1) Poemas (1) Política (1) Programa Fantástico (1) Promoções (1) Protesto (1) Recebidos por e-mail (10) Redação Momento Espírita (4) Reflexões (21) Reinaldo C. Moscatto (1) RH Andrade Gutierrez (1) Richard Bach (1) Rivalcir Liberato (5) Roberto Shinyashiki (4) Rosana Braga (2) Rosane de Oliveira (1) Rose Mori (1) Saúde (4) Selos (4) Sexo (3) Silvana Duboc (1) Tais Vinha (1) Textos Criativos (1) Textos Psicografados (1) Titãs (1) Tragédias (1) Vida real (5) Vídeo + texto de minha autoria (11) Vídeos (1) Vídeos feitos por mim (1) Vinícius de Moraes (1) Violência (1) Vitor Hugo (1) William Shakespeare (1) YouTube Vídeos (4)

Clique na imagem e...

Conheça meu blog divulgador!