Esta turma costuma refletir bastante!

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Dia das Crianças e o dilema de dar ou não dar presentes

ImageChef Sketchpad - ImageChef.com

Nós crescemos e podemos até deixar de comemorar o Dia das Crianças, mas as lembranças desse dia especialmente dedicado aos pequenos pode durar por toda a vida, servindo como um estreitar de laços entre a família. Para os pais, podem surgir muitas dúvidas quanto à comemoração, cobrança de presentes, falta de tempo para fazer uma programação elaborada (além de filas em cinemas e parques) e até sobre o que liberar no cardápio do dia. "Sem dúvida, o melhor presente é estar presente. O interesse exagerado da criança por presentes pode advir de uma carência de atenção e do apelo excessivo da propaganda", de acordo com a psicóloga Márcia Chicareli Costa. Mas como lidar na prática com esses dilemas?
Presentear ou não?

Toda criança gosta de brincar, mas o desejo exagerado por brinquedos também reflete o apelo para a data, que está em todas as lojas infantis das ruas e dos shoppings da cidade. "Muitos pais se vêem na obrigação de presentear pelo fato de quererem suprir uma falta de atenção e tempo para os filhos", diz Márcia. Dessa forma, independentemente de você dar o brinquedo dos sonhos ao seu filho, é fundamental brincar e conversar com ele, especialmente nesse dia.

A escolha do presente pode ser dada pela criança, o que estimula nela uma responsabilidade - se ela enjoar do brinquedo rapidamente, saberá que foi uma decisão própria. "O pai deve ouvir o pedido do filho, mas muitos não o fazem e insistem em dar aquilo o que acham melhor, pois necessitam suprir desejos que depositaram nele", explica a psicóloga.

No entanto, vale a ponderação: se o presente pedido não for adequado por algum motivo, o pai pode oferecer outras opções e até dizer que não será possível. "É importante que a criança ouça o 'não' diante das impossibilidades, para que vá aprendendo. A criança que hoje quer um grande brinquedo pode querer no futuro um grande emprego, que ela pode não conseguir. Os pais não podem prepará-la para não saber como lidar com frustrações", diz Márcia.

Presentear até que idade?

Uma situação que é bastante frequente é a dos adolescentes que querem ser tratados como adultos, e ainda exigem presentes no Dia das Crianças. "Ceder a essa exigência pode contribuir para que o filho não estabeleça a noção de que já tem algumas das responsabilidades e dos ônus da vida adulta, um paradoxo típico da adolescência". No entanto, para aos pais de adolescentes, reunir a família (aproveitando que a data é feriado no Brasil) e relembrar as peripécias da infância de cada um pode ser uma experiência bastante positiva.
Presente inadequado para a idade

Existem presentes inadequados para algumas faixas etárias, principalmente aqueles com peças pequenas e jogos. É importante observar se o brinquedo tem registro na Anvisa e se a idade indicada na embalagem corresponde à do seu filho. Existem pais que preferem dar dinheiro aos filhos, mas se a criança não tem idade para fazer compras sozinha, os pais devem monitorar como essa quantia será gasta.

A grana está curta

A falta de dinheiro é uma realidade que não pode ser deixada de lado. Se o dia está se aproximando e você está no vermelho ou seu orçamento não permite essa compra, nada de desespero. "A situação deve ser sim exposta à criança, caso ela cobre um presente. O mais importante para as crianças é a atenção dos pais, que pode ser manifestada num simples passeio ou em uma tarde de brincadeiras", diz a psicóloga. Vale reunir os amiguinhos em casa, fazer um bolo, organizar uma gincana, deixá-lo à vontade nos brinquedos da praça, enfim, criatividade e atenção são mais importantes que dar o brinquedo da moda.
Presente útil

Aliar diversão e aprendizado é mais do que possível: "toda brincadeira é um aprendizado", segundo Márcia. Existem muitos brinquedos pedagógicos à venda no mercado a preços acessíveis. Com eles, a criança aprende brincando e costumam ser mais difíceis de serem abandonados, pois, apesar de não terem os atrativos comerciais tradicionais, oferecem desafios lógicos e estímulos dos sentidos. Assim, quando oferecer as opções de presente, vale incluir esse tipo de brinquedo na lista. Contudo, é importante que não seja uma brincadeira chata, na qual a criança sente que está mais fazendo um dever de casa do que brincando.

Cardápio do dia

O que fazer nesse dia em relação ao cardápio? Liberar geral, dando todos os sorvetes e balas que o pequeno pedir, ou manter as regras do dia a dia? Não existe uma resposta certa, isso é uma decisão de cada mãe e pai, a questão mais importante é deixar claro que aquilo não é uma recompensa pela data, mas sim que em comemorações, alguns excesso nas guloseimas podem ser permitidos - e que é muito mais gostoso abusar de vez em quando do que tornar isso uma rotina.

Para a culinarista e escritora Pat Feldman, as crianças não gostam de comer guloseimas por si mesmas, os pais têm papel fundamental na educação alimentar. Ela ainda ressalta a importância de não pensar na comida com uma forma de recompensa: "oferecer gostosuras como recompensa, por exemplo: ganhar chocolate após terminar o dever de casa ou liberar o refrigerante no final de semana faz com que a criança aprenda que diversão está associada a alimentos nada saudáveis e associe o prazer unicamente a essas opções".
______________________________
Fonte:
http://gazetaweb.globo.com/v2/noticias/texto_completo.php?c=214261

13 comentários:

Isa disse...

Soninha,dou sempre uma "gracinha"
às crianças!
Desde que ñ se exagere,toda a altura é boa: 1º dia de escola,notas boas,
empenhamento,bom comportamento, sei lá.
Gostei da informação aqui contida.
Beijo.
isa.

MRVADAZ disse...

Ei amiga!

Passei cá não para reflectir mas pa deixar um beijinho;)

AnTeNaDa disse...

Seria bom se as crianças vissem esse como um dia que as homenageie e não como mais um oportunidade pra ganhar presentes que elas, futuramente, deixarão aos cacos. mas, pensando bem, até adultos são assim.
.
.
.
Belo post, até o próximo, então...

Luna Sanchez disse...

Amanhã, além de Dia das Crianças, é niver da minha mãe. Teremos festinha em família com todo o chamego...adoro! =)

Beijos, querida!

ℓυηα

wcastanheira disse...

Uma postagem inteligente do presente ao cardápio, gostei muito de passar por aqui, aliás vc me vicia em ler seus posts, cada dia parece q evolui na arte de bem agardar, pra vc minha linda bjos, bjos e bjossssssssssssssss

Zilda Santiago disse...

Não me lembro de ganhar de ganhar presentes no dia das crianças,mas sempre presenteamos nossos filhos,que sempre souberam que o mais importante não era o presente,assim sabiam presentear professores,amigos em aniversários etc...Tudo muito bem resolvido e sem super valorização.Tudo no seu tempo,inclusive um dos filhos até os 12 anos ganhava 2 presentes pq aniversaria neste dia,então sempre foi dia de festa mesmo.Bjs amiga e parabéns pelos blogs,pelo carinho que denota sempre ter com todos eles!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Anne Lieri disse...

Soninha,muito legal o seu post!A criança deve aprender a entender a situação de sua familia e saber que nem sempre não ganhar um presente significa que não é amada!Bjs,

Anne Lieri disse...

Soninha,muito legal o seu post!A criança deve aprender a entender a situação de sua familia e saber que nem sempre não ganhar um presente significa que não é amada!Bjs,

GEEL - Grupo Espírita Esperança e Luz disse...

Sonia, hoje recebi um desafio que topei.
Indiquei você, mas fica a seu critério aceitá-lo ou não.
As perguntas estão lá no meu blog.

Beijos!

Sonia.

Flor de Lótus disse...

Oi,Soninha!Eu sempre me sinto na obrigação de dar presentes ao meu afilhado já que ainda não tenho filhos,mas sempre escolho presentes bacanas, esse ano comprei um livro com animações super bacanas acho que desde cedo devemos estimular a leitura nas crianças. Afinal, "Quanto mais livros mais homens livres."
Beijos

Brasigrega disse...

Eu creio que já está passando da hora das pessoas "acordarem" para a realidade! É data demais, comemoração todos os dias...Tudo muito exagerado...Não me deixo levar por anúncios. Se posso e quero eu presentes. Caso contrário, simplesmente não dou. Sem culpas!

bjusss

Priscila Rodrigues disse...

Me corta o coração se eu não der um presente pro meu irmão de 8 anos e a minha irmã de 2 anos, além do meu sobrinho de 1 aninho.

Não é tudo, só os presentes, mas a alegria nos rostinhos deles não tem preço.. rs.

Beijão, amada.. tenha uma ótima quinta.

ONG ALERTA disse...

Dia de magia, beijo Lisette.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores de reflexões:

Adolescência (1) Alberto Mantovani Abeche (1) Alexandre Garcia (1) Américo Canhoto (1) Amizade (4) Amor (1) Andrew Matthews (3) Aneli Belluzzo Simões (1) Ano Novo (2) Antônio Mesquita Galvão (1) Aparência (1) Arnaldo Jabor (6) Arthur da Távola (2) Artigos da revista Cláudia (1) Ary Fontoura (1) Autoria desconhecida (28) Bem-estar (4) Brasil (1) Brena Braz (1) Brian Dyson (1) Carla Rojas Braga (1) Carlos Drummond de Andrade (5) Carlos Reinaldo Mendes Ribeiro (1) Carnaval (1) Cecília Meireles (1) Cedidos por amigos (1) Charges (1) Charles Chaplin (5) Chico Buarque (2) Cinema (1) Civilidade (1) Clarice Lispector (5) Corrupção (1) Crônicas (2) Crueldade Humana(?) (1) Dalai Lama (1) Dalmir Sant'Anna (1) Daniel Bruno de Castro Reis (1) Danuza Leão (3) Datas especiais (14) David Coimbra (2) Dia da Criança (1) Dia das Mães (1) Dia do Amigo (1) Dia do Professor (1) Dia dos Pais (2) Dia Internacional da Mulher (1) Diovana Rodrigues (1) Dráuzio Varella (1) E-book do Prof. Marins (1) E-mails (1) Educação (1) Eleições (1) Evandro Amoretti (1) Fabiana Kaodoinski (1) Fabrício Carpinejar (7) Fátima Irene Pinto (1) Fernanda Mello (1) Fernando Pessoa (2) Flávio Gikovate (2) Flávio Tavares (1) Gabi Borin (1) Gilberto Stürmer (1) Halloween (1) Herbert Vianna (1) Herman Melville (1) Impunidade (1) Internet (1) Ivete Sangalo (1) Jornal Zero Hora (1) José Geraldo Martinez (1) José Ronaldo Piza (1) Kahlil Gibran (1) Kledir Ramil (1) L. F. Veríssimo (7) Laerte Russini (1) Léo Lolovitch (2) Letícia Thompson (24) Letra de música (5) Lilian Poesias (1) Lya Luft (4) Magistério (1) Maktub (4) Marcial Salaverry (1) Maria Helena Matarazzo (2) Mário Quintana (2) Martha Medeiros (32) Masaharu Taniguchi (1) Mau-humor (1) Menalton Braff (1) Mensagens (7) Meu aniversário (1) Meus blogs (4) Minha autoria (67) Miriam de Sales Oliveira (1) Motivação (2) Mulher (8) Natal (2) Oliveira Fidelis Filho (1) Oscar Wilde (1) Osho (3) Oswaldo Montenegro (1) Otimismo (1) Páscoa (3) Paulo Coelho (2) Paulo Roberto Gaefke (5) Paulo Sant'Ana (1) Pe. Fábio de Melo (1) Poemas (1) Política (1) Programa Fantástico (1) Promoções (1) Protesto (1) Recebidos por e-mail (10) Redação Momento Espírita (4) Reflexões (21) Reinaldo C. Moscatto (1) RH Andrade Gutierrez (1) Richard Bach (1) Rivalcir Liberato (5) Roberto Shinyashiki (4) Rosana Braga (2) Rosane de Oliveira (1) Rose Mori (1) Saúde (4) Selos (4) Sexo (3) Silvana Duboc (1) Tais Vinha (1) Textos Criativos (1) Textos Psicografados (1) Titãs (1) Tragédias (1) Vida real (5) Vídeo + texto de minha autoria (11) Vídeos (1) Vídeos feitos por mim (1) Vinícius de Moraes (1) Violência (1) Vitor Hugo (1) William Shakespeare (1) YouTube Vídeos (4)

Clique na imagem e...

Conheça meu blog divulgador!